sexta-feira, dezembro 19, 2014

Madrugadas



A fantasia tem destas coisas...
Deixava-a acordada horas a fio
Ou seria o estar acordada que abria lugar à fantasia?
O certo é que se reinventava, se reestruturava, se reconstruía.
Volta e meia agarrava um pensamento e brincava com ele. São tantas as possibilidades que surgem neste misto de onírico e real que a madrugada oferece.
Alguns, muitos, desses pensamentos perdem-se para sempre.
Valem como exercício de encanto, divertidos, ousados, impraticáveis.
Porque há madrugadas insones, mas únicas.
São raras, muito raras, mas deliciosas.

4 comentários:

Fatyly disse...

Madrugadas encantadoras as que descreves...embora por vezes o pensamento nos leve a um turbilhão de emoções que o melhor é levantar e não ficar nessa zona de (des)conforto.

Força garota linda e tudo de bom. O tempo não passa...corre e já estás quase lá:):):)

Beijocas

Boop disse...

Sim Fatyly, são muito mais comuns madrugadas tenebrosas!
Por isso estas serem tão boas!!!
;)

Fatyly disse...

Um bom fim de semana e só faltam dois dias:):):):)

Quiiiiiiiiiii bommmmmmmmmmmm

Beijocas

Fatyly disse...

Boas entradas para todos vós e que 2015 decorra pelo melhor.

Beijos