segunda-feira, março 23, 2015

A meio da noite

A meio da noite... - ou a busca da sua própria verdade.

Acontecia às vezes acordar a meio da noite.
Sem saber ao certo porquê. Talvez um ruído, uma inquietação, um sonho?
(Queria mesmo saber porque acordo - diz-me.)
Pegava no telemóvel para ver as horas.
A contragosto rendia-se ao apelo do ecrã brilhante, verifica os mails (mas não abre nenhum), e espreita o movimento, quase parado àquela hora, nas redes sociais.
Às vezes, só às vezes, encontra um par à altura para conversar de madrugada.
E confessou-me hoje - é nessas conversas em horas perdidas noite dentro que se encontra mais perto da sua própria verdade!

"Já percebi! É por isso que acordo!"

3 comentários:

GL disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
GL disse...

Quantas vezes a verdade parece brincar às escondidas connosco. Temos a sensação de estar quase a alcançá-lá, mas eis que nos foge de novo.
Mas afinal, o que é a verdade? O problema não residirá aqui?
Beijinhos

Fatyly disse...

Eu não seria de todo o par ideal para conversar "a meio da noite":):):) porque felizmente sempre dormi 7/8h seguidinhas e raramente, muito raramente me lembro de sonhos:) Encontro a minha "verdade" no dia-a-dia e na maioria das vezes...no silêncio que escuto...que escuto!

Beijocas