segunda-feira, julho 03, 2017

Angústia

Fernando Pessoa - Heterónimo, Costa Pinheiro, 1978

Nunca, por Mais

Nunca, por mais que viaje, por mais que conheça 
O sair de um lugar, o chegar a um lugar, conhecido ou desconhecido, 
Perco, ao partir, ao chegar, e na linha móbil que os une, 
A sensação de arrepio, o medo do novo, a náusea — 
Aquela náusea que é o sentimento que sabe que o corpo tem a alma, 
Trinta dias de viagem, três dias de viagem, três horas de viagem — 
Sempre a opressão se infiltra no fundo do meu coração. 

Álvaro de Campos, in "Poemas"
________________

Hoje escrevo para/por/no lugar de/... uma das pessoas que mais me diz nesta viagem que fazemos sem ter escolhido, viver nem sempre é fácil, e há momentos de angústia que nos assaltam. Pudesse eu livrar os que mais gosto de alguns tormentos. Quem me conhece sabe que o faço de forma espontânea a quando sinto que posso ajudar de alguma maneira, seja de que forma for. E que frustração não poder num passo de magia tornar a vida mais leve.


1 comentário:

Fatyly disse...

Como te compreendo...como te compreendo tão bem e só a idade nos trás um pouquichichinho de menos ansiedade:))

Beijocas e força