domingo, junho 10, 2018

Foi dia de literatura africana

Este 10 de Junho levou-me à língua portuguesa noutras longitudes.

Olinda Beja de São Tomé
Kalaf Epalanga de Angola
Ondjaki de Angola
Germano Almeida de Cabo Verde





5 comentários:

Fatyly disse...

Já li os dois angolanos mas elejo o Ondjaki:)))

Beijocas

Calíope disse...

ooooooohhhhhhhhh :)
Que máximo!

(Depois diz o que achaste do Germano Almeida)

Pedro Coimbra disse...

Uma belíssima maneira de comemorara o 10 de Junho.
Boa semana

Observador disse...

Há grandes escritores africanos.
Boa semana.

Boop disse...

Hoje voltei à feira...
Mais 5 livros....

Nada a fazer....
Tenho leitura para uns meses largos!

(Caliope, hoje supostamente estaria lá o Nuno Camarneiro.... mas não apareceu à hora marcada (nem nos 30 min seguintes) e eu não tive para esperar. Mas comprei o último dele!)