domingo, abril 21, 2019

Marão

Que histórias habitarão o Marão em tempos de festas e do regresso à terra?
Assim visto de longe ergue-se inóspito, negro, gelado.
Parece-me ver no topo um manto prateado, haverá algum resto de gelo e neve?
Mas imagino-o recheado de histórias, de mitos, de lendas, de histórias reais e das outras - inventadas.
E que essas histórias hoje estarão mais vivas por serem contadas e recontadas pelos desertores que fazem um interregno nas suas vidas e voltam às origens.
Que há lágrimas nos olhos de pais e avós.
Que alguns amigos se revêem.
Que irmãos se reencontram.
E que talvez alguma paixão se acenda, impetuosa e urgente (como devem ser as grandes paixões), nalguma curva do caminho.
Mais do que isto não sei, que só vejo a serra de longe...

E “Para lá do Marão mandam os que lá estão!”

Foto da Boop

Sem comentários: