segunda-feira, fevereiro 19, 2007

Lenda do Roquefort

" Era uma vez...
Um pastor e uma misteriosa rapariga que lhe apaeceu quase ao por do sol. seduzido pela sua beleza o pastor abandonou o rebanho, deixando-o à guarda do seu cão, e abandonou também a refeição que se preparava para comer, pão e coalho de leite, numa pequena gruta em que se abrigava. Correu durante vários dias atrás da linda rapariga sem nunca ter chegado junto dela. De volta à sua gruta encontrou o pão coberto de bolor e o coalho, igualmente cheio de bolor, tinha ficado com uma cor esverdiada, Cheio de fome, comeu o coalho e gritou: Milagre!
Assim nasceu o suculento Roquefort há mais de 2000 anos. A partir desse ocasionalismo o pastor, e outros pastores, começaram a deixar queijos na gruta onde acontecia essa alquimia mágica"

Mais uma tiragem do mais recente nº da Epicur!


Este é dos poucos queijos que realmente não aprecio muito...
Mas não resisto a lendas!!!!! Tornam a vida tão mais mágica!

5 comentários:

bell disse...

É caso para dizer que há males que vêm por bem. Se ele a tivesse alcançado, a França e o mundo perderiam um grande queijo.

Fatyly disse...

Também gosto muito de lendas e de queijos:):):):)

jj disse...

Subscrevo a Fatly em absoluto! :P

Jinhos.

Custódia C.C. disse...

Pois eu adoro o Roquefort. A lenda é mais que perfeita :)

mixtu disse...

yayaya, só gozam comigo... entonces... o pastor perdeu a menina e criou o requeijão roquefort... só eu já perdi tantas pastorinhas e nunca descobri nenhum queijo... o da serra é feita pelas mulheres de mãos frias...

besitos.. só gozam os pastores...