terça-feira, junho 26, 2007

Às vezes... Pessoa

Às vezes, em dias de luz perfeita e exacta,
Em que as coisas têm toda a realidade que podem ter,
Pergunto a mim próprio devagar
Porque sequer atribuo eu
Beleza às coisas.

Uma flor acaso tem beleza?
Tem beleza acaso um fruto?
Não: têm cor e forma
E existência apenas.
A beleza é o nome de qualquer coisa que não existe
Que eu dou às coisas em troca do agrado que me dão.
Não significa nada.
Então porque digo eu das coisas: são belas?

Sim, mesmo a mim, que vivo só de viver,
Invisíveis, vêm ter comigo as mentiras dos homens
Perante as coisas,
Perante as coisas que simplesmente existem.

Que difícil ser próprio e não ser senão o visível!


Alberto Caeiro

15 comentários:

marta r disse...

Soube-me bem vir aqui...

mfc disse...

Já uma vez disse lá no "Pé" que é belo o que me emociona...
E este poema é...belo!
Só pode mesmo ser...

Haddock disse...

se há coisa que me emudece é a poesia, própria ou emprestada...
é que sentimo-nos na obrigação de fazer um comentário elevado e a mim só me apetece disparatar!

e depois ponho-me a ler as esmolas e penso... se calhar é melhor vir amanhã! mas depois não resisto e deixo uma parvoíce e dou cabo da caixa de esmolas. é o meu umbigo, que fazer...

eu gosto daquele que diz qualquer coisa como isto: "ai como é bom não ter nada para fazer" e coisa e tal! acho que foi escrito por alguém da família...

A estranha disse...

O estético não existe, sente-se...

Adoro este poema!

Beijocas

Marco Ferreira disse...

"Que difícil ser próprio e não ser senão o visível!"

marinheiroaguadoce a navegar

Dias... disse...

Caeiro é o unico Pessoa que leio, e tu postaste um dos melhores exemplos de porquê ser o unico.
Parabéns, foi bom ler-te, ler-vos.

Beijo

Haddock disse...

poesia e massagens, é disso que preciso! e de férias já agora...
a combinação de tudo isto faz a beleza!

Pequenita disse...

O erotismo é uma das bases do conhecimento de nós próprios, tão indispensável como a poesia.

kisses
Quando o Teu Corpo e o Meu..
www.pequenita.blogs.sapo.pt

pinky disse...

a beleza não está na forma nem nas cores, está na essência....
querida betty, tens algo á tua espera no pink, é teu para fazeres o que bem entenderes. Beijos grandes.

stela disse...

Lindo! soube-me bem, vir aque "ler-te"!
beijinhos

MentesSueltas disse...

Te dejo un beso desde Buenos Aires.

MentesSueltas

Fatyly disse...

Hoje leio muito pouco de Pessoa e nunca me convenceu ..."Que difícil ser próprio e não ser senão o visível!". Talvez na época dele assim fosse.

Beijos

Haddock disse...

asterix e a coroa de louros...
fraquinho!
mna boop, eu sou fã de asterix!!

inês (a outra) disse...

ás vezes é mesmo... dificil!

Elipse disse...

pessoa disse e tu também, a beleza dos olhos do observador. e do que sente quando observa.