sexta-feira, março 14, 2008

Ser ou não crescida...

Um destes dias encontrei um vizinho meu dos tempos de... sei lá, de sempre! Eu ia buscar a minha filha á avó, ele ia fazer o mesmo!
Gosto mesmo dele! Sempre gostei! Era a minha alma gémea dos 3, 4, 5, 6 anos... Estavamos sempre a embirrar... mas... era mesmo assim!
Fui a casa do pai dele, conhecer a menina.
Eu com uma filha de 4 e com uma barriga de meses, senti-me pequenina outra vez.
Tão estranho. Como se não tivesse crescido, ali frente a figuras da minha infância que já não via há muito tempo.
E não é que soube bem!

PS - ainda bem que temos os dois a sorte de ter avós disponiveis!

11 comentários:

mfc disse...

Percebo bem o momento que descreves.
É mesmo assim.

Haddock disse...

explora ao máximo, boop!!
eles adoram!!

sorte, mesmo!!

Francis disse...

é uma optima sensação.

mixtu disse...

um recordar
um encontro
e sim, dá um jeito enorme ter avós, sem dúvida...

abrazo serrano

Lídia disse...

... compreendo essa sensação de voltar a ser pequenina. Mas ainda bem! Quer dizer que a criança que existe em nós não está tão adormecida como pensamos que está. Bjs... muitos

Home Theater disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Home Theater, I hope you enjoy. The address is http://home-theater-brasil.blogspot.com. A hug.

Ana disse...

Às vezes sabebem fazer essas viagens à infância... Aquece o coração!

Dias disse...

A importancia dos avós... privilegiados somos :) acabaste de me lembrar das toneladas de fraldas que me passaram pelas mãos, cada uma delas oferecida por uma avó, e das primeiras saidas pós parto, so possiveis porque existem esses babysitters de excepção: os avós. Merecem mil posts... e outros mil merecem os amigos de infancia ;)

Tu que pequenina voltaste a ser, cuida-me dessa barriga cada vez menos pequenina (por acaso já se agradecia uma foto do sobrinho) e recebam daqui litros de beijos e abraços.

margarida já muito desfolhada disse...

pois é, eu sei o que isso é, sinto o mesmo quando revejo pessoas da minha meninice.

Fatyly disse...

Sabe sempre bem e sei o valor desses momentos.

Quanto ao teu PS...considerem-se felizardos!

1entre1000's disse...

sabe bem volta e meia viajar assim no tempo...