sábado, outubro 05, 2013

Crescer também é isto!

Hoje houve uma dor.
Faz-se assim o anúncio das dores: "hoje houve uma dor!"
Que fazem os pais face à dor de um filho?
Conflito interno e calado, entre o desejo de minimizar e um eco gritante de uma angustia que cresce cá dentro.
Não posso proteger-te da dúvida, nem da angustia, nem das escolhas.
Não posso escolher por ti...
Há dor!
Confio! Aceito! Estou cá!
Mas a dor é tua...
A dor que sinto, eco da tua, guardo-a para mim.
Não precisas dela!
Hoje houve uma dor!
E assim se cresce.

3 comentários:

Fatyly disse...

Sem qualquer dúvida e gostei muito desta tua forma de expressar a dor de um filho que duplamente é nossa.

Beijocas

Rafeiro Perfumado disse...

Desde que a seguir à dor venha a aprendizagem para evitar novas dores semelhante, tudo joia. Beijoca!

O afectado do quadril disse...

Dores de um filho são insuportáveis para nós (pais)