terça-feira, março 14, 2017

Meu coração, não sei por quê, bate feliz, quando te vê.


(Que bom esta música cantada em Português de Portugal)


Episódio 1

Maria estava sentada na beira da cama.
Acabada de sair do banho, toalha enrolada à volta do corpo, olhava o guarda-fatos sem saber o que vestir.
48 anos feitos em Janeiro. A sua vida tinha sido entregue à D. Clotilde, que morrera, já com 87 anos, há 4 meses.
Olha para as suas roupas.
Roupas de uma mulher de trabalho.
Fica um tempo indefinido como que suspensa num lugar qualquer.
Não tem roupas bonitas.
Opta quase sem pensar por uma saia azul-escura pelo joelho e uma camisa branca que lhe tinha dado a D. Emília, prima da D. Clotilde.
A D Clotilde e a D Emília vão-lhe ocupando a cabeça sem dar por isso.

Pensar no Abílio deixa-a nervosa.
Nunca, nunca nos seus 48 anos conheceu um homem.
E o Abílio convidou-a para jantar.
Tem o corpo inquieto. Um corpo que percepciona como se não fosse seu, tal é o alvoroço que a assalta. O coração que bate mais forte e descompassado. A ansiedade que lhe sufoca a garganta num nó que lhe tira o apetite. A pele que de repente sente todos os toques - o roçar das mangas da camisa, o cós da saia a cingir-lhe a cintura, o tecido da saia a prender-se nas pernas.
A D. Clotilde aparece mais uma vez em seu socorro.
Onde está aquele fio de ouro que ela lhe deu, aquele com a medalha de Sto António?
(Ter-lhe-ia dito que era um disparate com esta idade ir jantar fora com um homem viúvo.)
Está na hora.
Espera que nenhum vizinho a veja.
Sai de casa e percorre a pé os 500 m até à estrada onde o Abílio a vai apanhar.
Agora não há volta a trás!

Vamos Maria!


Conto o resto da história?

(A Maria é uma personagem da minha infância, da terra da minha avó)


Episódio 2


4 comentários:

AC disse...

Atrás da infância, por trás da Maria? :)
Estou a brincar, Boop, o post está muito bem escrito. Oxalá a Maria se tenha saído bem!

Uma boa semana :)

Boop disse...

AC, qq dia conto o que aconteceu à Maria!
É curioso revisitar personagens da infância com um entendimento de adulto.
(E olha que eu gostava muito dela! :) !)

Fatyly disse...

Gostei e sabes bem disso e claro que sim, venha o resto da história.

Gosto muito desta música do Sérgio Godinho:)

Beijocas e um bom dia

Boop disse...

Fatyly,
Qualquer dia falo mais da Maria!
:)
Venha a inspiração...e é logo!