sábado, junho 10, 2017

"Posso ir sozinho para o parque?"

 

Qual é o tempo da autonomia?
Tantas decisões pequeninas, espaços conquistados às vezes sem plena consciência.
Adormecer sozinho,
Passar a noite num amigo,
Ficar sozinho em casa,
Andar com dinheiro no bolso,
Ir sozinho às compras,
Fazer a pé o caminho para a escola,
Ter um telemóvel,
Ter autorização para sair da escola,
Levar um amigo para casa sem adultos por lá,
Cozinhar,
Ir de férias para o estrangeiro sem pais,
...

A minha máxima: até fazerem algum disparate têm o meu ok para cada aventura...
(Até porque são miúdos tranquilos e com noção das suas capacidades)
Não que isso me deixe sempre tranquila.

À pergunta de hoje respondi:
"Claro, tem cuidado a atravessar a rua"
Mas não resisti.... Mandei a S atrás dele...
:)

______________________________________________

PS - Como que num embalo, tornamos por momentos a vida mais leve.
        Nunca seremos velhos demais para nos sentarmos num baloiço.

2 comentários:

Fatyly disse...

É isso Boop...dar-lhes asas custa tanto e instalam-se medos e inseguranças. Sei porque já passei por isso que podem e são os melhores filhos do mundo, mas como dizia um psiquiatra meu amigo...todos juntos são uma cambada de macacos:))))

E quando se é pai e mãe? Aiiii o que passei:))) e agora já vou na segunda dose - netos - mas as maiores decisões são a dos pais:))))

Adorei este post e faço minhas as tuas palavras do "PS".

Beijocas e um bom domingo

Boop disse...

Fatyly,
Por aqui a "mãe galinha" é o Mr Boop! :)))
Tendemos a educar como fomos educados, não há volta a dar...
A minha mãe diz que eu ando na rua desde os 2 anos! :)
E na verdade nunca abusei!
Outros tempos...