quinta-feira, maio 03, 2018

Impressões


De regresso à pátria (é verdade que não sou ateniense nem grego, mas sim um cidadão do mundo - querendo dizer que aprecio mais o conceito que a pátria é o local onde nos sentimos bem e pertença).

A viagem correu bem.
O sol e o mar quente, as dunas, os pássaros, a pele queimada.
A companhia de colegas e amigos numa semana de semi-férias.
O "tudo incluido" no hotel que me permitiu (pelo menos) um cálice de espumante todos os dias. (Não vos vou dizer o que bebi mais para não ficarem mal impressionados! Ahahah)
A actividade no congresso que correu muito bem! :) 

E este Brasil...
De eternos contrastes, a que não consigo habituar-me nem ficar indiferente.
Um povo de muitos milhões... (de muitas pessoas, de muitos ricos e muitos mais pobres, de muitos drogadictos, de muitas favelas, de muitas elites, de muita manipulação de informação, de muitos bons homens e mulheres a quererem pensar o seu país, de muitos que amam o seu brasil e tantos outros que sonham com uma europa (ilusoriamente) redentora)

Mas estou de volta!
Para os nossos poucos milhões.

Deixo-vos uma pérola da musica brasileira que todos os dias integrava as aulas de "AquaDance" no fim de tarde na piscina do hotel.



3 comentários:

Calíope disse...

Bem-vinda de volta!

Manuel Veiga disse...

home, sweet home ...

Boop disse...

Pois é!
É sempre bom voltar!