sexta-feira, janeiro 05, 2007

Querem pensar Cesariny comigo?





Shhhhhhh!!!!!!

Imagem daqui


Faz-me o favor de não dizer absolutamente nada!
Supor o que dirá
Tua boca velada
É ouvir-te já.

É ouvir-te melhor
Do que o dirias.
O que és nao vem à flor
Das caras e dos dias.

Tu és melhor -- muito melhor!
Do que tu. Não digas nada. Sê
Alma do corpo nu
Que do espelho se vê.

Mário Cesariny

16 comentários:

mfc disse...

O corpo nu tem a alma toda!

outro disse...

(ups, volto outro dia...)

Pedro Sousa disse...

Votos dum Ano 2007, pleno de Venturas, Realizações, Saúde e Prosperidade.

Bjs

Parabéns pelo blog!!!

Pedro Sousa

http://blogdoengenheiro.blogspot.com/

mixtu disse...

quero...

um autor para descobrir.. por mim

beijinhos

Fatyly disse...

lindo demais.... e como tal...

Lembra-te

Lembra-te
que todos os momentos
que nos coroaram
todas as estradas
radiosas que abrimos
irão achando sem fim
seu ansioso lugar
seu botão de florir
o horizonte
e que dessa procura
extenuante e precisa
não teremos sinal
senão o de saber
que irá por onde fomos
um para o outro
vividos

Mário Cesariny

ccc disse...

Que momento relaxante ......... :)

Delfim Peixoto disse...

pois... fez-me saudades, e que saudades
jnhs

marta r disse...

"Não digas nada. Sê Alma do corpo nu que do espelho se vê"....
Certissimo.

stela disse...

Maravilhoso!
beijos

Rafeiro Perfumado disse...

.

Miudaaa disse...

Sê alma do corpo nu, e sentir-te-ás um ser especial...

bonito Mario Cesariny

bonita a tua escolha.

Obrigada pelos bons momentos

beijo da miudaaa

dulce disse...

Vai realizar-se no próximo dia 27 em Odivelas, um jantar de blogs. Para mais informações e inscrições é favor visitar http://os-convivas-do-costume.blogspot.com

Lídia disse...

A primeira frase é espantosa... é tão forte.

psique disse...

Quantas vezes o silencio vale ouro...

Spells disse...

Shhhhhhh!!!!!! que se vai ler poesia! quanta harmonia estas palavras nos trazem... Sonhos harmoniosos na suavidade destas letras! Beijinhos.

nc

Francis disse...

este gajo era brilhante.