quinta-feira, setembro 27, 2007

Douro

"Ó São, sabes quem é aquela mulher a tirar fotografias?"
"Não sei, parece que pertence à Isabel, é de Lisboa, casada com o Dr"

E retomam às uvas...
São corpos cansados, de um dia atrás do outro, corpos dobrados, dores nas cruzes, sem uma queixa.

A São nunca foi a Lisboa. Ao Porto foi uma vez, à consulta ao S João. A cidade é um reboliço. Vai à Régua, quando tem de ser! Tem o Douro, os socalcos, as uvas, as oliveiras e as cerejeiras, que não sendo suas fazem parte de si. São como uma herança que recebeu dos pais mas que os filhos renegam. Nas mãos as marcas do trabalho, na pele o tom que lhe emprestou o sol e o suor.
E vai cantando com as mulheres, as mesmas canções que aprendeu com a mãe quando era gaiata.
E as uvas vão-se apanhando.
E o vinho há de se fazer.
As encostas do Douro vão mudar de cor...
Depois vem a poda... a geada... a enxertia... o sulfato...
E a São... vai cantando com as mulheres.
(foto do google)

17 comentários:

Belzebu disse...

Venha mas é o vinho e deixemo-nos de pormenores!

eheh!! Aquele abraço infernal!

Pepe Luigi disse...

Belo texto recheado de excelentes pormenores.

Haddock disse...

ufffffffffff...
que alívio!!!!
"foto do google"!

por momentos pensei que era a tua quinta com o douro lá ao fundo...

tipo a cena da sala de 900 m2 com vista para o mar!!!

bem....

quando é a pisa da uva??

e, boop, trouxeste umas garrafinhas para a troca??

Fatyly disse...

Um texto cheio de vida simples e recheada de tudo.

Beijocas

Lúcia disse...

vindimas... a minha já foi.
e, sinceramente, já não acho tanta piada. é muito trabalho!

mfc disse...

Sente-se a paisagem e as gentes... e quem escreve!

1entre1000's disse...

simples (mentes) puras!

psique disse...

ja estive entre elas.. é cansativo um dia de vindimas;)

Haddock disse...

...

"puras", quem?
as uvas??
és tão ingénua, milu...
são transgénicas!!!

A estranha disse...

Fiquei a pensar na questão de nunca ter posto os pés em Lisboa... Pensei de imediato... Será sorte?

Beijos

mixtu disse...

douro
vinho
beber
saltar
ramboia
dor de cabeça

ai a minha vida e hoje que não estava destinado para ir para os copos

Frioleiras disse...

Há anos e anos que não ponho os pés no Douro.........dourado!

Dias disse...

Visito-as anualmente, essas encostas, faz parte das tradiçoes familiares...

São lindas, mas (por incrivel que possa parecer) faltam-me horizontes, estradas, para me sentar confortavel olhando o Douro.

Excelente post miuda.

Beijo

inês disse...

tenho que fazer este passeio!

envergonho-me por ser umas das coisas que nunca visitem!

bom fim de semana!

galatea disse...

Qué sabroso es el vino... cuando lo único que hacemos es poner las copas, abrir la botella, servir y brindar, salud! qué bueno es el vino!

mixtu disse...

... de ouro, o vinho...

abrazo europeo

candida disse...

muito bonito o teu texto.