sábado, maio 20, 2017

"Delta de Vénus" ou "A arrumar livros"

À procura de "o Retorno" de Dulce Maria Cardoso, comprado há algum tempo, e desaparecido nas estantes cá de casa. (que após uma conversa numa caixa de comentários me voltou a suscitar curiosidade)

Dei de caras com o Delta de Vénus de Anais Nin (link para quem não conhece)


Esta coleção de contos foi escrita na década de 1940 para um cliente privado que se fazia conhecer simplesmente como “Colecionador” e cuja identidade verdadeira acabou por ser identificada como Roy M. Johnson de Healdton Oil, de Oklahoma . Esta pessoa encomendou a Anaïs Nin, assim como a um conjunto de outros escritores e poetas da época, uma história fictícia de teor erótico para seu uso pessoal.
Apesar de Anaïs Nin ter recebido indicações para se focar nos elementos gráficos e sexualmente explícitos, deixando de parte qualquer linguagem poética, a autora não resistiu e deu asas à imaginação. Porque não escrever sobre sexo de uma forma poética? Foi exatamente isso que tentou (e conseguiu) através dos quinze contos inesquecíveis do livro O Delta de Vénus.
Os contos do livro O Delta de Vénus conjuram na mente do leitor uma série de encontros sexuais, onde cores e emoções são transmitidas através de personagens muito próprias. Criando a sua própria linguagem dos sentidos, Anaïs Nin explora uma área da literatura que estava até então reservada aos homens e tece as suas percepções de forma única.
(info recolhida por aí...)
Lembro-me de ter levado este livro para um "fim de semana sem filhos". Não o li todo, acho... Não me agarrou a leitura...
Mas lembro-me de ter pensado - 70 anos depois de este livro ter sido escrito, e com o lugar da mulher completamente alterado - que eu escreveria uns contos mais interessantes!!!

Ahahahah

Das duas uma:
1 - Ou sou completamente pedante e péssima crítica literária!
2 - Ou está por nascer um talento!

(a primeira é muito mais provável!)

Ahahahah

(Vou mas é voltar à procura de "O Retorno" que é o que eu faço melhor! - leiam aqui as criticas de imprensa)

6 comentários:

Calíope disse...

Ahahahahahah! Vou ver se dou uma vista por esse livro! Tenho uma ideia antiga de escrever uma série de contos para adultos, que retomei há pouco tempo.

Fatyly disse...

Não li o livro e pela informação que dás não me despertou qualquer curiosidade.

Acho que já nasceste há uns anos e tens um enorme talento e toca a escrever porque gosto imenso dos teus contos e tens o caminho mais que aberto. Força garota linda:))))

Beijocas

Boop disse...

Pois é meninas... Nunca levei a sério o que escrevo!
Fatyly, é verdade, a idade vai permitindo alguns devaneios!
E tu Caliope, se escreveres depois publicas e a Malta compra!

Calíope disse...

Com certeza que teria muito mais saída que a minha tese! :DDDD

AC disse...

Tenho esse livro na prateleira, não sei bem onde.
Gostei muito da expressão "Mas lembro-me de ter pensado - 70 anos depois de este livro ter sido escrito, e com o lugar da mulher completamente alterado - que eu escreveria uns contos mais interessantes!!!"
Adorava ler, oh se adorava! :)
Fica o desafio?

Boop disse...

AC.... pois não me parece...
:)